‘Marsquake’ confirmado como o tremor mais forte já detectado fora da Terra

‘Marsquake’ confirmado como o tremor mais forte já detectado fora da Terra

Um terremoto ‘monstruoso’ detectado em Marte sugere que o Planeta Vermelho está longe de ser sismicamente inativo.
Embora a superfície de Marte seja hoje pouco mais do que um deserto frio e árido, nas profundezas da crosta do planeta ainda existe uma quantidade considerável de calor que sobrou da sua formação há milhares de anos.

À medida que esse calor se dissipa, a crosta de Marte se deforma e se contrai, produzindo “martemotos” que podem ser captados com os instrumentos certos, como o sismômetro que foi implantado pela sonda InSight da NASA antes de ficar sem energia no final do ano passado.

Poucos meses antes de deixar de operar, no entanto, captou o que é efetivamente o evento sísmico mais significativo alguma vez detectado fora da terra – um tremor de magnitude 4,7 apelidado de S1222a.

Este evento foi tão grande, de fato, que excedeu todos os mais de 1.300 outros tremores detectados pela sonda – levando os cientistas a suspeitar que pode ter sido produzido pelo impacto de um meteoro na superfície, em vez de atividade sísmica abaixo dele.

Agora, porém, os resultados de uma investigação mais aprofundada descartaram esta possibilidade, o que significa que o que a sonda captou foi de fato um evento sísmico diferente de qualquer outro detectado anteriormente fora do mundo.

Também não foi particularmente inesperado, já que os cientistas já haviam previsto que terremotos de magnitude 5 poderiam ser detectados pela InSight durante sua missão.

“Esta é uma boa confirmação de que as estimativas não estavam totalmente erradas”, disse Benjamin Fernando, da Universidade de Oxford, que liderou a pesquisa.

© 2023, . Esfera Ciência – All rights reserved.