A perna fóssil está notavelmente bem preservada. Crédito da imagem: BBC

 

Os paleontólogos acreditam que podem ter encontrado uma das vítimas do evento de extinção que acabou com os dinossauros. A perna fossilizada, que foi encontrada em um local de escavação em Dakota do Norte, está tão bem preservada que ainda tem pele presa a ela.

Datando do final do Cretáceo, especulou-se que esse animal em particular poderia ter sido morto pelo próprio ataque de asteroides que encerrou o reinado dos dinossauros.

Pertencia a uma espécie de dinossauro herbívoro conhecido como Thescelosaurus .

“É de um grupo que não tínhamos nenhum registro anterior de como era sua pele, e mostra muito conclusivamente que esses animais eram muito escamosos como lagartos”, disse o pesquisador Paul Barrett, do Museu de História Natural de Londres.

“Eles não eram emplumados como seus contemporâneos carnívoros.”

Ainda há alguma dúvida sobre as circunstâncias exatas em que esse espécime em particular morreu. Alguns especialistas minimizaram a sugestão de que ele morreu no momento da extinção e, em vez disso, sustentam que poderia ter morrido dias, meses ou até anos antes.

Reprodução do que seria o dinossauro a respeito do fóssil. Esta imagem provém do Wikimedia Commons, um acervo de conteúdo livre da Wikimedia Foundation que pode ser utilizado por outros projetos.

Do jeito que as coisas estão, a pesquisa ainda está em andamento, mas qualquer que seja a história por trás do fóssil, ele ainda continua sendo um dos espécimes mais bem preservados que os paleontólogos já viram.

“É um fóssil legal, se é o que parece”, disse Kirk Johnson, diretor do Museu Nacional de História Natural Smithsonian.

“Acho que nunca vimos uma múmia de um Thescelosaurus antes.”

 

© 2022, . Esfera Ciência – All rights reserved.