Explosão solar deve atingir satélites que operam na alta atmosfera da Terra.

Explosão solar deve atingir satélites que operam na alta atmosfera da Terra.

12 de julho de 2021 Off Por dekster

Crédito da imagem: Wiki.

 

 

Semanas depois que uma poderosa explosão solar criou um blecaute sobre o Atlântico, uma tempestade solar está se dirigindo para a Terra com probabilidade de atingir o planeta na terça e na quarta-feira (12/07/2021). Chamada de tempestade geomagnética, a corrente de alta velocidade do vento solar deve atingir o campo magnético da Terra conforme os meteorologistas emitem alertas.

Gerado em um buraco equatorial que surgiu recentemente na atmosfera do Sol, pode levar a auroras nos pólos ao atingir o campo magnético da Terra.

A grande explosão solar deve atingir satélites que operam na alta atmosfera da Terra, impactando a navegação GPS, sinais de telefones celulares e TV via satélite. Os flares também têm o potencial de afetar as redes de energia em algumas partes do mundo. Os especialistas também temem que os fortes ventos possam desencadear uma tempestade geomagnética na magnetosfera da Terra.

O QUE É UMA TEMPESTADE GEOMAGNÉTICA?

Uma tempestade geomagnética é um grande distúrbio da magnetosfera da Terra que ocorre quando há uma troca muito eficiente de energia do vento solar para o ambiente espacial ao redor da Terra. Segundo a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA), a tempestade é resultado de grandes mudanças nas correntes, plasmas produzidos pelos ventos solares. No entanto, para criar uma tempestade geomagnética, um vento solar tem que sustentar altas velocidades por um longo período de tempo, o que transfere a energia do vento para o campo magnético da Terra.

 

As maiores tempestades que resultam dessas condições estão associadas às Ejeções de Massa Coronal (CMEs) solares, onde bilhões de toneladas de plasma do Sol são lançados em direção aos planetas que também atingem a Terra. Embora as ejeções de massa coronal levem dias para chegar à Terra, algumas foram observadas chegando dentro de 15-18 horas após serem ejetadas do sol.

O QUE É UM FLARE SOLAR?

O Sol havia recentemente ejetado uma das maiores erupções solares observadas em mais de quatro anos, que causou um blecaute de rádio sobre o Atlântico. A explosão solar de classe X ionizou o topo da atmosfera da Terra, causando um blecaute de rádio de ondas curtas sobre o Oceano Atlântico.

 

Uma erupção solar é uma explosão súbita, rápida e intensa na superfície do Sol que ocorre quando grandes quantidades de energia armazenada em campos magnéticos são liberadas repentinamente. A explosão emite radiação por todo o comprimento e largura do universo, arremessando-os em direção aos planetas do sistema solar. Essas radiações contêm ondas de rádio, raios-x e raios gama.

Enquanto estudos para entender e prever tais ejeções estão em andamento, Isro observou recentemente cerca de 100 microflares, fornecendo novos insights sobre o aquecimento da massa coronal no Sol.

© 2021, Esfera Ciência . Todos os direitos reservados. É permitida a copia da matéria desde que o link do artigo seja citado.