Pergaminho do ‘Livro dos Mortos’ de 4 metros de comprimento encontrado em uma sepultura no Egito.

Pergaminho do ‘Livro dos Mortos’ de 4 metros de comprimento encontrado em uma sepultura no Egito.

21 de janeiro de 2021 Off Por dekster

Imagem: © Ministério Egípcio de Antiguidades.

 

Um templo funerário pertencente à rainha Nearit foi descoberto no cemitério egípcio de Saqqara, próximo à pirâmide de seu marido, o faraó Teti, que governou o Egito entre 2.233 aC a 2.291 aC, disse o ministério egípcio de antiguidades em um comunicado  .

Feito de pedra, o templo tem três armazéns de tijolos de barro em seu lado sudeste que mantinham as oferendas feitas à rainha e seu marido. 

Perto da pirâmide, a equipe de arqueólogos egípcios também encontrou uma série de túmulos contendo os restos mortais de pessoas que viveram durante as dinastias 18 e 19 do Egito (1550 aC – 1186 aC), disse o ministério em comunicado divulgado em janeiro 16. Esses enterros provavelmente faziam parte de um culto de adoração a Teti que se formou após a morte do faraó. O culto parece ter permanecido ativo por mais de um milênio, com pessoas querendo ser enterradas perto da pirâmide do faraó. Até agora, a equipe descobriu mais de 50 caixões de madeira nesses poços, junto com uma grande variedade de objetos. 

 

Livro dos mortos

 

Um dos objetos mais fascinantes encontrados nas fossas funerárias é um papiro de 4 metros de comprimento que contém o Capítulo 17 do “Livro dos Mortos”, um manuscrito que os antigos egípcios usavam para ajudar a guiar os falecidos na vida após a morte . O nome do dono do papiro, Pwkhaef, está escrito nele; esse mesmo nome também foi encontrado em um dos caixões de madeira e em quatro estatuetas shabti destinadas a servir ao falecido na vida após a morte. 

Embora os cientistas estejam atualmente analisando o texto, outras cópias do Capítulo 17 contêm uma série de perguntas e respostas – uma espécie de folha de cola para pessoas que estão tentando navegar na vida após a morte. 

 

 

© 2021, Esfera Ciência . Todos os direitos reservados. É permitida a copia da matéria desde que o link do artigo seja citado.