Pulsos de microondas causaram “síndrome de Havana” .

Pulsos de microondas causaram “síndrome de Havana” .

10 de dezembro de 2020 Off Por dekster

Foto: ilustração de andrew king / Postmedia.

Em 2016, diplomatas americanos em Cuba começaram a relatar sintomas misteriosos, incluindo ouvir barulho alto acompanhado de dor em um ou ambos os ouvidos ou na cabeça.

Uma série de doenças neurológicas misteriosas relatadas por diplomatas norte-americanos em Cuba foram provavelmente causadas por energia de microondas dirigida, de acordo com um novo relatório das Academias Nacionais de Ciências .

No final de 2016, pessoas que trabalhavam na embaixada dos Estados Unidos em Havana, Cuba, começaram a desenvolver sintomas inexplicáveis, incluindo ouvir barulho alto acompanhado de dor em um ou ambos os ouvidos ou na cabeça; outros sintomas incluem zumbido nos ouvidos, problemas de visão, vertigem e dificuldades cognitivas, de acordo com o relatório.

Nos anos seguintes, pessoas que trabalhavam no consulado dos EUA em Guangzhou, China, relataram sintomas semelhantes, assim como oficiais da CIA na Rússia e em outros países, de acordo com o relatório e o NBC News . A misteriosa doença ficou conhecida como “A Síndrome de Havana” e, para alguns, tornou-se “crônica e debilitante”, segundo o relatório.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos (DOS) pediu a um comitê de médicos e outros especialistas para revisar os casos, encontrar evidências científicas sugerindo possíveis causas e fornecer recomendações para a investigação de casos futuros. O comitê descobriu que os sintomas eram diferentes daqueles associados a qualquer outro transtorno encontrado na literatura médica geral. Eles consideraram muitas causas, como energia de radiofrequência, exposições químicas, doenças infecciosas e problemas psicológicos.

© 2020, Esfera Ciência . Todos os direitos reservados. É permitida a copia da matéria desde que o link do artigo seja citado.