Farol de Tevennec: mortes inexplicáveis.

Farol de Tevennec: mortes inexplicáveis.

28 de outubro de 2020 0 Por dekster

PHOTOGRAPH BY MATHIEU RIVRIN, NATIONAL GEOGRAPHIC YOUR SHOT.

O Farol de Tevennec está localizado no Estreito de Raz de Sein, na costa da Bretanha, França. Foi construído em 1871 e iluminado pela primeira vez em 1875.

Durante as guerras napoleônicas, o navio francês Sédisant naufragou ali, resultando na morte de centenas de homens. O farol foi classificado na quarta categoria, exigindo um único zelador e um período de serviço de um ano. Uma série de 23 zeladores passaram pelo farol.

Segundo a lenda, o primeiro faroleiro, Henri Guezennec, foi levado à loucura por vozes fantasmagóricas que exigiam sua partida. O substituto de Guezennec, teria tido uma experiência semelhante.

O governo francês então reclassificou Tévennec como um farol para duas pessoas, mas os candidatos eram raros. Em 1897, o governo começou a recrutar casais para manter o farol. Então começaram as mortes inexplicáveis.

Em 1897, um guarda morava lá com sua esposa. O diretor morreu e sua esposa foi forçada a viver com seu cadáver até que pudessem ser recuperados. O terceiro guarda morreu em sua cama. O quarto morava lá com seu pai idoso.

O homem encontrou o pai morto na cama, a garganta cortada por uma navalha. Há outras histórias de uma criança moribunda e de um guarda que supostamente morreu ao cair sobre uma faca. Um padre foi até chamado para exorcizar a propriedade, mas isso não foi bem sucedido.

A última esposa do diretor residente estava em trabalho de parto quando uma parede foi destruída pelas ondas, a matando.

Foi decidido em 1910 tornar o farol totalmente automatizado. Vinte e três guardas cuidaram dele, mas ninguém morou lá desde então. 

 

 

Referência: Complete France.

© 2020, Esfera Ciência . Todos os direitos reservados. É permitida a copia da matéria desde que o link do artigo seja citado.