Credito da foto: Mohamed Abd El Ghany – Reuters

Arqueólogos egípcios relataram uma das maiores descobertas dos últimos anos: 59 sarcófagos intactos com múmias foram encontrados em Saqqara. Eles abriram um deles na presença de muitos jornalistas – dentro estava uma múmia, cuidadosamente embrulhada em pano funerário e decorada com inscrições em hieróglifos.

 Credito da foto: Mohamed Abd El Ghany – Reuters

Segundo representantes do Ministério das Antiguidades, a idade dos restos mortais é de mais de 2.600 anos. Eles permaneceram intactos desde seu enterro.

Eles foram encontrados ao lado da famosa pirâmide de degraus de Djoser, que é o edifício alto de pedra mais antigo do mundo. Foi construído pelo arquiteto Imhotep em Sakkara para o enterro do faraó egípcio Djoser em 2650 AC.

Imagens fornecidas pelo ministério mostraram sarcófagos coloridos decorados com antigos hieróglifos egípcios. Artefatos bem preservados e pelo menos 28 estátuas antigas também foram encontrados em dois poços profundos.

 Foto: Mohamed Abd El Ghany/Reuters

Uma porta lacrada também foi encontrada onde se espera que mais múmias estejam, disse o primeiro-ministro de Antiguidades e Turismo, Khaled el-Anani.

Esta descoberta já é comparada à descoberta da tumba do rei Tutancâmon, uma vez que ambas foram encontradas quase intactas.

Os cientistas apontam que este pode ser o início de uma grande descoberta. Saqqara, a necrópole mais antiga da capital do antigo reino – Memphis, pode conter muitos outros segredos.

 

Referência: Saqqara News.

© 2020, . Esfera Ciência – All rights reserved.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *