Mundo

Ver tudo
7 de março de 2021 Off

Poeira do Saara retorna radiação de testes nucleares franceses na década de 60.

Por dekster

Uma vista de Lyon, França, tirada em 6 de fevereiro de 2021, enquanto a poeira do Saara coloria o céu de vermelho.   -   Copyright   Gautier Devoucoux. A poeira do deserto do Saara soprada para o norte por fortes ventos sazonais para a França...

4 de março de 2021 Off

‘Furacão espacial’ observado sobre o Pólo Norte

Por dekster

Ilustração do furacão espacial. (Qing-He Zhang, Universidade de Shandong). Os cientistas detectaram, pela primeira vez, um furacão ocorrendo na parte superior...

27 de fevereiro de 2021 Off

Tecnologia: Nova ferramenta promete ”trazer a vida” a imagem de entes queridos.

Por dekster

Imagem: Reprodução ( Manipulação gráfica: MYHERITAGE/JCruz Data)   O site de genealogia MyHeritage introduziu uma ferramenta que usa a tecnologia...

20 de maio de 2022 Off

Redemoinhos: Fatos, formação e dicas de sobrevivência

Por dekster

Crédito da imagem: Getty Images.

 

Redemoinhos são vórtices sinistros com o poder de sugar objetos próximos em uma espiral aquosa.  

Correntes de fluxo rápido em oceanos e rios mudam constantemente de direção. Redemoinhos são fenômenos que se formam quando a água que se move em duas direções diferentes entra em contato e interage de maneira incomum. Eles não podem continuar a viajar na mesma velocidade e direção um pelo outro, então eles são forçados a girar e girar em torno um do outro. 

Dependendo do volume de água e da força das águas em colisão, os redemoinhos podem aparecer Leia mais...

9 de maio de 2022 Off

O peixe-dragão é a espécie mais rara neste grupo de águas profundas.

Por dekster

(Crédito da imagem: MBARI)

 

Biólogos marinhos a bordo de uma expedição na Baía de Monterey, na Califórnia, avistaram recentemente um brilhante e raro peixe de águas profundas com o nome de uma criatura mítica: o peixe-dragão ( Bathophilus flemingi ). Esta espécie é a mais rara de todos os peixes-dragão, e os cientistas já haviam visto indivíduos vivos apenas algumas vezes.

Por três décadas, pesquisadores do Instituto de Pesquisa do Aquário da Baía de Monterey (MBARI) vasculharam as profundezas da baía com veículos operados remotamente (ROVs), encontrando muitos animais maravilhosos, incluindo várias espécies de peixes-dragão. No entanto, o peixe-dragão … Leia mais...

18 de abril de 2022 Off

Perna de dinossauro bem preservada encontrada.

Por dekster

A perna fóssil está notavelmente bem preservada. Crédito da imagem: BBC

 

Os paleontólogos acreditam que podem ter encontrado uma das vítimas do evento de extinção que acabou com os dinossauros. A perna fossilizada, que foi encontrada em um local de escavação em Dakota do Norte, está tão bem preservada que ainda tem pele presa a ela.

Datando do final do Cretáceo, especulou-se que esse animal em particular poderia ter sido morto pelo próprio ataque de asteroides que encerrou o reinado dos dinossauros.

Pertencia a uma espécie de dinossauro herbívoro conhecido como Thescelosaurus .

“É de um grupo que não

Leia mais...
7 de abril de 2022 Off

Como a tecnologia de satélite descobriu evidências de um massacre russo de civis na Ucrânia

Por dekster

 

Imagens de satélite revelaram o que parece ser uma vala comum e os corpos de civis espalhados pelas ruas da cidade ucraniana de Bucha. As imagens implicam tropas russas em um massacre.

Muitas das imagens foram tiradas durante a ocupação russa de Bucha pelo satélite WorldView-3 da Maxar Technologies. Eles mostram que os corpos – alguns dos quais foram descobertos por testemunhas oculares com as mãos amarradas e com ferimentos de bala na cabeça – que poderiam estar nas ruas por até três semanas. 

Outra, tirada em 31 de março, mostra o que provavelmente é uma vala comum no Leia mais...

4 de abril de 2022 Off

Câmera meteorológica capta anomalia

Por dekster
Uma câmera meteorológica captou essa anomalia peculiar e ninguém pode concordar sobre o que é.

O objeto foi fotografado às 3h56 perto de uma estação aérea naval em Whidbey Island, estado de Washington.

“Minha câmera noturna captou o que claramente parece ser um grande lançamento de míssil da Ilha Whidbey”, escreveu Greg Johnson, da Skunk Bay Weather, que publicou a foto no Facebook.

“Eu realmente queria mais informações antes de compartilhar isso com o público.”

Apesar das sugestões de que a fotografia mostra um míssil, a estação aérea naval da ilha afirma que não tem a capacidade de lançar mísseis … Leia mais...

15 de março de 2022 Off

Descongelamento do permafrost pode liberar micróbios e produtos químicos no meio ambiente

Por dekster
O degelo do permafrost pode resultar na perda de terreno, como visto nesta imagem, onde parte do penhasco costeiro ao longo de Drew Point, no Alasca, desabou no oceano.
Créditos: Benjamin Jones, USGS.

Os cientistas estão recorrendo a uma combinação de dados coletados do ar, da terra e do espaço para obter uma imagem mais completa de como as mudanças climáticas estão afetando as regiões congeladas do planeta.

Presos no permafrost da Terra – solo que permanece congelado por no mínimo dois anos – estão quantidades incalculáveis ​​de gases de efeito estufa, micróbios e produtos químicos, incluindo o agora proibido Leia mais...

8 de março de 2022 Off

Usina nuclear ucraniana atacada. Devemos nos preocupar com outro Chernobyl?

Por dekster

Credito da imagem: Credit: Energoatom.

 

Tropas russas tomaram a usina nuclear de Zaporizhzhia, na Ucrânia, depois que um bombardeio noturno provocou um incêndio perto de um dos reatores da instalação, que ardeu por várias horas.

Líderes mundiais condenaram o ataque “imprudente” à usina, a maior instalação nuclear em capacidade da Europa, depois que um projétil atingiu um prédio de treinamento auxiliar a apenas 150 metros de uma das unidades do reator da usina, iniciando um incêndio que devastou desde o início da manhã até por volta das 6h20, hora local, sexta-feira (4 de março).

Os bombeiros apagaram o fogo Leia mais...

18 de fevereiro de 2022 Off

Cientistas criam peixes artificiais que nadam usando células do coração humano.

Por dekster
Crédito de imagem: Michael Rosnach, Keel Yong Lee, Sung-Jin Park, Kevin Kit Parker.
Os peixes sintéticos foram capazes de nadar de forma autônoma usando as contrações do tecido muscular.

O notável peixe “Frankenstein” foi construído por uma equipe de cientistas da Universidade de Harvard usando papel, gelatina e duas camadas de tecido muscular cardíaco humano – uma de cada lado.

Os peixes foram capazes de deslizar pela água por conta própria, sem nenhuma fonte adicional de propulsão externa, graças ao alongamento e contração do tecido cardíaco. Um nó especial foi adicionado para atuar como um marcapasso e controlar o ritmo Leia mais...